Mensagem do Director

 

Quatro anos depois da aprovação da Constituição conciliar sobre a Liturgia (Sacrosanctum Concilium), que reconhecia a importância da música, o Papa Paulo VI mandou preparar um documento especial – a Instrução Musicam Sacram (= MS), inteiramente dedicada às questões da música na Liturgia.

Nesta Instrução se recomenda que «entre os fiéis, sejam formados com cuidado especial, no canto sagrado, os membros das associações religiosas de leigos, de modo a que possam contribuir mais eficazmente para sustentar e promover a participação do povo». Não só o Coro, mas também o povo deve receber, além da formação no canto, a possível formação litúrgica, «começando logo nos primeiros anos de formação nas escolas elementares». O Grupo Coral, porque desempenha um ministério litúrgico, deve merecer «uma atenção especial». (cf. MS 18 a 24).

Isto não se alcança por acaso!

Assim, «Para se conseguir mais facilmente esta formação, tanto técnica como espiritual, devem prestar a sua colaboração as associações de Música Sacra Diocesanas, nacionais e internacionais, sobretudo aquelas que foram aprovadas e repetidas vezes recomendadas pela Sé Apostólica». (MS 25)

Ora aqui está o motivo da fundação da Escola Diocesana de Música Sacra de Coimbra. Em outro lugar desta página o leitor poderá encontrar o decreto episcopal de criação.

Antes de nós, outras dioceses tomaram a iniciativa, como Braga e Porto; outras vão procurando modo de as estabelecer... Temos recebido pedido de informação e de envio dos nossos programas. A nossa experiência é humilde, muito condicionada por diversas circunstâncias (distâncias, meio de transporte, estudos e disponibilidade de tempo dos alunos). Não obstante, têm vindo alunos muito interessados e o corpo docente, com muita dedicação se esforça por lhes ministrar uma formação séria e adequada ao desempenho do ministério que são chamados a desempenhar. Com muita simplicidade nos dispomos a partilhar esta nossa humilde experiência que vem desde 1992. Estamos no XIV ano de actividade contínua.

Como a tecnologia moderna facilita a comunicação, decidimos criar uma página própria na Internet. Este serviço fica a dever-se à iniciativa e à competência do Dr. Rui César Vilão, professor da classe de órgão na EDMS, que com muito amor e dedicação à causa se empenhou nele.

Deixo-lhe aqui a expressão do meu grato apreço e reconhecimento. Permita Deus que o nosso trabalho pobre e humilde, mas persistente, agora colocado ao alcance de todos, possa estimular os mais carenciados de recursos humanos a lançarem, também eles, os fundamentos de uma tão desejada renovação da música sacra nas nossas comunidades.

Coimbra, 21 de Fevereiro de 2005

O Director da EDMS

Mapa do Site